BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Cidades Gerais 'Livramento', diz dona de carro atingido por árvore minutos antes de família ir à igreja em Ribeirão Preto

'Livramento', diz dona de carro atingido por árvore minutos antes de família ir à igreja em Ribeirão Preto

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

chuva

O Corpo de Bombeiros registrou a queda de 130 árvores durante o temporal que atingiu Ribeirão Preto. Uma delas destruiu o carro da dona de casa Ruth Macedo, minutos antes de a família entrar no veículo para ir à igreja. Apesar do prejuízo, ninguém se feriu.

“Foi um grande livramento porque a gente poderia estar em uma situação bem pior agora. A gente estava pronto para ir à igreja. Estava ventando muito forte e a gente resolveu esperar um minutinho. Foi nesse minutinho que a árvore caiu, foi bem terrível”, contou.

Ruth e o marido, Maurício Bento, que está desempregado, se mudaram com o casal de filhos da São Paulo para Ribeirão há cerca de um ano e passaram a morar no Jardim Centenário. Vizinhos contaram que a árvore, em frente ao imóvel alugado pela família, estava condenada.

“Agora, fica o prejuízo. Não sabemos nem por onde começar. Já foi feito abaixo-assinado, porque essa árvore é muito antiga. Eu moro há pouco tempo, mas os moradores antigos, de 10 anos, dizem que a árvore é muito antiga e que já foram feitos vários pedidos para tirar”, afirmou.

O funcionário público Sérgio Costa disse que passa diariamente pelo local e contou que a árvore estava muito alta e inclinada. As raízes expostas, após a queda, mostram que planta estava comprometida. A calçada da casa também ficou danificada.

“Ela estava entortando e, com o vento que veio do leste, acabou derrubando ela. Você pode ver que a raiz já está condenada. Eu não sou especialista nisso, mas dava a entender que, a qualquer momento, ela iria cair. Qualquer ventinho ia derrubar”, afirmou.

Prejuízos
Segundo apuração da EPTV, afiliada da Rede Globo, o volume acumulado de chuva chegou a 53 milímetros na noite de domingo (3). O vento chegou a 70 quilômetros por hora, derrubou árvores, desligou semáforos e provocou pontos de alagamentos.

A Prefeitura informou que, em ao menos nove pontos da cidade, o trânsito foi prejudicado pela queda de árvores e galhos. Entre eles destacam-se as avenidas Professor João Fiúsa, Independência, Antônio e Helena Zerrener, Francisco Junqueira e Saudade.

O cruzamento das ruas João Ramalho e Padre Euclides, nos Campos Elíseos, também ficou interditado pela manhã devido à queda de uma árvore. A situação se repetiu na Rua Tamandaré, próximo ao Bosque e Zoológico Municipal.

Na marginal da Avenida Maurílio Biagi, na zona sul da cidade, mãe e filha ficaram presas dentro do carro, cercado pelo alagamento. As duas foram resgatadas pelo Corpo de Bombeiros. A equipe empurrou o automóvel sobre a água.

Ao todo, 4 mil imóveis seguiam sem energia elétrica até o início da manhã desta segunda-feira (4). O problema também afetou o funcionamento de 13 poços artesianos. A captação e a distribuição de água ficaram prejudicadas. Até a tarde de segunda-feira, sete poços continuavam parados. (EPTV)

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

Novos Vídeos