BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Policial Polícia de Bauru procura falso comprador que some com veículos das vítimas

Polícia de Bauru procura falso comprador que some com veículos das vítimas

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

kom

Golpista procura vítima que anunciam seus veículos em jornais ou mesmo pela internet, em aplicativos de venda (Foto: Reprodução / TV TEM)

Um golpe conhecido como “test drive” tem feito vítimas em Bauru (SP). Um empresário perdeu uma Kombi, avaliada em R$ 20 mil, quando tentava negociar o veículo. O golpe aconteceu depois que a vítima fez o anúncio em um aplicativo de vendas pela internet. 


O suposto comprador mostrou interesse pelo veículo, deixou um outro carro que seria incluído no negócio, pediu para dar uma volta na perua e desapareceu. "Ele pediu para dar uma volta no quarteirão e deixou o carro dele aqui, dentro da empresa. E eu fiquei esperando, esperando e nada", conta Rodrigo Bonassi.

 

No negócio, o suspeito daria R$ 15 mil e o carro, que ele acabou deixando para trás. A suspeita da Polícia Civil é que o homem que enganou o empresário seja o mesmo que cometeu outros golpes parecidos na cidade e é foragido da Justiça. Em 2015, João Fernando de Oliveira foi preso depois de furtar dessa forma pelo menos quatro motos em Bauru.

Segundo as investigações, depois de ler anúncios em jornais ele fazia contato com as vítimas, e marcava encontros para negociar as motos. O suposto comprador mostrava interesse pela compra e pedia para dar uma volta, mas simplesmente desaparecia.

“Sabemos quem ele é, nós conseguimos identificar e localizar documentos pessoais do investigado e outros documentos com endereço de outras cidades, além de cheques em branco em nome de terceiros. Tudo isso é objeto das investigações”, explica o delegado Richard Serrano.

Ainda segundo o delegado, golpes assim são comuns em Bauru e em muitos casos é difícil reverter o prejuízo causado às vitimas. Por isso, a recomendação é sempre desconfiar de tudo e todos. 

“Se caiu em um golpe desses, é quase certa a perda do dinheiro. Não há outra coisa a falar para as pessoas a não ser ter cautela, muita cautela”, reforça o delegado.

Do G1

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

Novos Vídeos