BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Policial Menores são suspeitos de lançar pedras em carros para assaltar motoristas em Ribeirão Preto

Menores são suspeitos de lançar pedras em carros para assaltar motoristas em Ribeirão Preto

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

pedra

Um adolescente foi apreendido na noite desta terça-feira (11) por suspeita de arremessar pedras contra veículos para assaltar motoristas na Rodovia Anhanguera (SP-330) em Ribeirão Preto. Segundo a Polícia Civil, o menor prestou depoimento e foi liberado à mãe.

O sargento da Polícia Rodoviária Murilo Carvalho explicou que o jovem, de 13 anos, agia com um comparsa, que conseguiu fugir, mas foi identificado. A dupla foi denunciada por uma família, que teve o carro atingido no acesso à Rodovia Cândido Portinari (SP-334).

“São realizados vários tipos de patrulhamento naquela região com vistas a esse tipo de delito, porém, eles se aproveitam da situação em que a viatura sai, e efetuam esse tipo de roubo. Mas, dessa vez, conseguimos identificá-los”, afirmou.

Ainda de acordo com o sargento, a Polícia Rodoviária orienta os motoristas a prosseguirem, sempre que possível, quando os veículos forem atingidos por pedras ou outros objetos. As vítimas devem realizar denúncia pelo telefone 190 e parar somente em local seguro.

O menor apreendido e o comparsa dele, de 13 anos, responderão por ato infracional similar a dano. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Susto

Vítima dos adolescentes, Eduardo Martins Rosário conta que a mulher estava dirigindo o carro da família durante a tentativa de roubo. A pedra arremessada pela dupla quebrou o para-brisa e danificou a lataria do veículo, mas nenhum dos ocupantes se feriu.

“A minha esposa estava dirigindo e ficou muito assustada. Minha filha é uma criança especial, precisa de tratamento, e também ficou apavorada, chorando. Eu tentei acalmá-las, mas, logo em seguida, o policial fez toda a conduta, o procedimento, acalmou a gente”, disse.

Rosário afirmou que viu os adolescentes na pista e suspeitou de uma tentativa de assalto. Por isso, orientou a mulher a continuar dirigindo, mesmo como carro danificado, até que a família encontrou uma viatura da Polícia Rodoviária e pediu ajuda.

“Logo que a gente ouviu o barulho, pensou que ia ser assaltado, que ia acontecer alguma coisa com a minha esposa, a minha filha. Na hora que a gente ouviu o barulho, não parou com medo de ser assaltado, alguma outra coisa, levarem alguém, até matar”, finalizou. (EPTV)

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

Novos Vídeos