O positrônio é uma substância extremamente rara, que geralmente existe por apenas 142 bilionésimos de segundo e é capaz de gerar grandes quantidades de energia. Estudá-la pode trazer mais entendimento sobre a antimatéria que existia na origem do Universo e, com isso, revolucionar a Física, o tratamento do câncer e talvez até viagens espaciais.

Até aqui, no entanto, tem sido quase impossível analisar a substância porque seus átomos se movem demais.

Agora os cientistas têm uma solução alternativa: congelá-la com lasers.

"Os físicos estão apaixonados pelo positrônio", disse Ruggero Caravita, que liderou a pesquisa na Organização Europeia de Pesquisa Nuclear (Cern), que fica perto de Genebra. "É o átomo perfeito para fazer experimentos com antimatéria."

Esquecer-se de coisas no dia a dia pode ser um pouco irritante ou, à medida que envelhecemos, um pouco assustador. Mas é parte da função normal da memória - permitindo-nos seguir em frente ou abrir espaço para novas informações.

As nossas memórias não são, na verdade, tão confiáveis quanto a gente pensa. Mas que nível de esquecimento é normal? Tudo bem confundir os nomes dos países, como o presidente dos EUA, Joe Biden, fez recentemente? Vamos analisar as evidências.

Quando nos lembramos de algo, nossos cérebros precisam aprender a memória (codificar), mantê-la segura (armazenar) e recuperá-la quando necessário (recuperar). E o esquecimento pode ocorrer em qualquer parte desse processo.

Em 29 de janeiro, Elon Musk postou em sua rede social X, antigo Twitter, sobre o sucesso da primeira intervenção cirúrgica para implante de um dispositivo desenvolvido por sua start-up Neuralink em um humano. O nome do dispositivo: Telepathy (Telepatia).

Na comunidade científica, estávamos atentos aos trabalhos da equipe de Elon Musk desde que, em setembro de 2023, a Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos confirmou que o dispositivo poderia ser implantado em humanos.

Após a aprovação da FDA, a Neuralink implantou o Telephaty em uma pessoa escolhida entre um grupo de voluntários com tetraplegia e esclerose lateral amiotrófica.

De início, podemos dizer que o implante foi um sucesso. Mas para conhecer os resultados será necessário acompanhar de perto um estudo que promete ser longo.

O dispositivo da Neuralink transmite a atividade cerebral de forma wireless

Alimentos funcionais são aqueles que fazem bem para a saúde física e mental, melhorando a qualidade de vida. Banana, acerola e abacate estão entre eles.
Nesta semana, o podcast "De onde vem o que eu como" explorou os benefícios e curiosidades sobre esses três alimentos.

O episódio também deu dicas: por exemplo como conservar a banana por mais tempo.

Banana: com sua versatilidade e energia, é uma excelente fonte de potássio, vitaminas A, B1, B2, B3, B6, C e fibras, e ela ajuda também na saúde intestinal e na recuperação muscular.

O veneno produzido por uma aranha brasileira serviu de inspiração para uma pesquisa que busca novas formas de tratar o câncer.

O trabalho, conduzido há cerca de 20 anos por cientistas do Hospital Israelita Albert Einstein e do Instituto Butantan, em São Paulo, avalia o potencial terapêutico de uma substância obtida a partir da Vitalius wacketi, uma aranha que habita o litoral paulista.

O candidato a remédio oncológico, porém, não é feito diretamente do veneno: as moléculas foram isoladas, purificadas e sintetizadas em laboratório, a partir de técnicas desenvolvidas e patenteadas pelos especialistas brasileiros.

Embora praticar exercícios e manter uma dieta saudável sejam estratégias reconhecidas que contribuem para melhorar o estado de ânimo, elas não são as únicas ferramentas disponíveis para alcançar esse resultado.

O jornalista da BBC e médico, Michael Mosley, compartilha em seu programa de rádio da BBC Radio 4, chamado "Apenas Uma Coisa", muitas outras ações que podemos realizar para aprender a viver mais felizes. Aqui estão algumas de suas recomendações para melhorar o humor.

Quando surge uma onda de depressão, o exercício pode parecer a última coisa que você deseja fazer. Mas um novo estudo diz que a atividade física pode ser crucial para se sentir melhor.

 Muitos tipos de exercícios, incluindo caminhada, corrida, yoga, tai chi, aeróbico e treinamento de força, mostraram benefícios tão fortes quanto a terapia no tratamento da depressão, de acordo com o estudo publicado quarta-feira (14) na revista BMJ.

“A depressão afeta entre 10% e 25% das pessoas. Prejudica o bem-estar mais do que dívidas, divórcio ou diabetes”, disse por e-mail o principal autor do estudo, Michael Noetel, professor sênior da Escola de Psicologia da Universidade de Queensland, na Austrália.

“Ainda assim, apenas metade das pessoas com depressão recebe algum tratamento”.

O ano de 2024 deve registrar 1.960.460 casos de dengue no Brasil. Essa estimativa, entretanto, pode variar de 1.462.310 até 4.225.885 de casos. Os números foram divulgados nesta terça-feira (30), em Brasília, pelo Ministério da Saúde, durante encontro entre representantes da Sala Nacional de Arboviroses, do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Nas quatro primeiras semanas do ano, o país já contabiliza um acumulado de 217.841 casos prováveis da doença. Há ainda 15 mortes confirmadas e 149 em investigação.

A incidência é de 107,1 casos para cada grupo de 100 mil habitantes, enquanto a taxa de letalidade está em 0,9%.  No balanço anterior, que englobava as três primeiras semanas de 2024, o país registrava 12 mortes e 120.874 casos prováveis da doença. Havia ainda 85 óbitos em investigação.

Em muitas culturas, a soneca no período da tarde é um ritual diário.

Os espanhóis são conhecidos pela siesta, todos os dias. E alguns profissionais japoneses se permitem dormir um pouco no horário de almoço – a chamada hirune, a "soneca da tarde".

Gigantes da tecnologia, como a Google, Samsung e Facebook, oferecem módulos de soneca nos seus escritórios. Eles permitem que os funcionários fechem os olhos por algum tempo durante o dia de trabalho.

O laboratório japonês Takeda, responsável pela vacina contra a dengue que será aplicada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e está também sendo comercializada nas farmácias, diz que vai limitar o fornecimento da vacina para a rede privada.

"O fornecimento da vacina contra a dengue, Qdenga, no mercado privado brasileiro, será limitado para suprir e priorizar o quantitativo necessário para que as pessoas que tomaram a primeira dose do imunizante na rede privada completem seu esquema vacinal, de acordo com a posologia de duas doses subcutâneas", informou o fabricante em nota.

Em um episódio recente do programa de TV americano Saturday Night Live, Colin Jost – um dos apresentadores do quadro Weekend Update – brincou dizendo que, segundo um novo estudo, os homens leem mapas melhor do que as mulheres.

De fato, pesquisadores descobriram que existe uma diferença real na leitura de mapas entre homens e mulheres, mas não pelas razões que as pessoas normalmente imaginam.

A nova pesquisa foi publicada na revista científica Royal Society of Open Science. Ela não encontrou nenhuma vantagem genética que pudesse levar um sexo a ter melhor senso de direção do que outro.

No início desta semana, o personagem Elmo, do programa "Vila Sésamo", fez uma pergunta inocente para interagir com seus seguidores na plataforma X (antigo Twitter). Mas o que ele não esperava é que a lista de respostas seria uma série de desabafos sobre saúde mental nas redes sociais.

Na rede, Elmo perguntou aos internautas "se estava tudo bem", só para checar. Em seguida, o famoso personagem recebeu inúmeros comentários de seguidores dizendo que não estavam bem e listando seus motivos.

"Elmo, estou deprimido e quebrado", respondeu um. "Minha mulher me deixou, minhas filhas não me respeitam, meu trabalho é uma piada... mais alguma pergunta, Elmo?", comentou outro.