BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Policial Irmã pede justiça após jovem ser morto a garrafadas em casa noturna: 'Matou um inocente'

Irmã pede justiça após jovem ser morto a garrafadas em casa noturna: 'Matou um inocente'

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

mort

A família do jovem de 29 anos morto a garrafadas em uma casa noturna de Botucatu ainda tenta entender o motivo de tanta violência. Bruceli Adonis Soares foi agredido por um homem identificado como José Luís dos Santos, de 33 anos, em uma boate que fica em uma das avenidas mais movimentadas de Botucatu, a Vital Brasil. Segundo a irmã de Bruceli, Bruna Roberta Soares, a vítima e o agressor não se conheciam e nunca tinham se visto.

“Ele não costumava frequentar esse lugar, foi uma triste coincidência. Ele saiu com os amigos, para se divertir, estava de folga. E eles contaram que o rapaz encanou com ele, reclamou que o meu irmão estaria encarando ele. Não sabemos o porquê disso, não tinha motivo para essa discussão. E ele matou meu irmão, com um golpe fatal. Foi um crime bárbaro, ele matou um inocente.”

Segundo a polícia, o agressor tentou fugir, mas foi preso em flagrante pelo crime. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Marcelo Lanhoso de Lima, José Luís foi indiciado por homicídio e encaminhado para a cadeia de Itatinga. Ainda de acordo com o delegado, no depoimento José Luís não explicou os motivos da discussão, disse apenas que teria se desentendido com Bruceli e desferido os golpes com a garrafa.

A câmera de segurança da casa noturna registrou a agressão. Nas imagens dá para ver o momento em que o agressor segura a vítima pelo pescoço, parece abraçá-la e, então desfere golpes com uma garrafa quebrada.

Segundo a irmã, Bruceli era caçula de quatro irmãos e morava com os pais desde que se separou. O jovem trabalhava como pedreiro ajudando o pai e deixou dois filhos, de 6 e 5 anos. Ela disse ainda que ele tinha comprado um terreno recentemente e tinha planos de construir uma casa.

“O que a gente espera agora é que o agressor responda pelo o que fez, que seja feita a Justiça, porque meu irmão era uma pessoa muito tranquila, trabalhador, pai de dois filhos pequenos e tinha muitos planos. O orgulho dos meus pais Marino e Alice. Foi muita injustiça, ele saiu de casa para se divertir com os amigos e voltou em um caixão”, desabafa Bruna.

Bruceli chegou a ser levado para o Hospital das Clínicas, mas já chegou morto no local. “O pessoal tentou ajudar, estancar o ferimento, mas foi um golpe certeiro no pescoço, ele perdeu muito sangue. Os amigos dele também disseram que não deu tempo de fazer nada, quando eles viram meu irmão estava no chão cheio de sangue.” (reportagem G1)

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Novos Vídeos