BLUE GREY RED
YOU ARE HERE Home Notícias Policial Homem morre em confronto com a Polícia Militar de Araraquara

Homem morre em confronto com a Polícia Militar de Araraquara

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

araraquara

Um homem de 33 anos morreu baleado por policiais na noite de domingo (04), no Jardim das Hortênsias. Thiago Rodrigo Carvalho de Moraes, 33 anos, seria integrante de uma facção criminosa. Morador de Taquaritinga ele estaria na cidade para participar de um "tribunal do crime", segundo as investigações.

De acordo com o boletim de ocorrência a PM recebeu uma informação de que bandidos estavam reunidos no bairro para julgar outros criminosos que infringiram regras da facção criminosa que age dentro e fora dos presídios de São Paulo.

O chamado "Tribunal do Crime" estaria ocorrendo em uma casa. Várias viaturas se deslocaram até o local e se distribuíram pelas entradas e saídas do bairro. Uma delas, composta por três homens da Força Tática, passava por uma estrada de terra, entre o Jardim das Hortênsias e o muro do aeroporto, quando o suspeito foi visto com outros comparsas.

O homem armado passou a atirar contra os policiais. Dois PMs precisaram descer da viatura para se proteger dos disparos e também para revidar a agressão. Um terceiro policial, que estava no banco de trás, continuou no veículo.

Os PMs, armados com pistola e garrucha .40, trocaram tiros com o suspeito que acabou sendo baleado e morreu ali mesmo no local. A caminhonete da polícia foi atingida pelo menos duas vezes pelo acusado. Um dos disparos atingiu a roda e o outro o compartimento de carga, na parte traseira. Os outros criminosos conseguiram fugir por uma extensa faixa de mata que tem na região.

A Polícia Científica esteve no local e periciou a cena do crime para ajudar a Polícia Civil nas investigações. A arma dos policiais foi apreendida assim como o revólver que teria sido utilizada pelo acusado. A arma do suspeito tinha sido "extraviada" de Guariba em 2012. No tambor havia duas balas intactas e três projéteis utilizados. Com o mecânico morto também foram encontrados, dois pinos de cocaína.

Thiago Rodrigo Carvalho de Moraes era morador da Vila Buscardi, em Taquaritinga, o que reforça a suspeita de que, de fato, ele estava na cidade participando do julgamento de criminosos já que esse procedimento, normalmente, é feito com os líderes de toda a região. Os condenados no "tribunal" muitas vezes são obrigados a pagar multas em dinheiro, a cometer crimes para os líderes da facção ou ainda condenados a sessões de tortura e até assassinados.

O homem morto tinha tatuagens pelo corpo que faziam referência a facção criminosa e também uma longa ficha criminal com passagens principalmente por roubo. Ele tinha deixado a cadeia no início do ano.

O caso segue sendo apurado pela Polícia Civil. A Polícia Militar também abriu inquérito para averiguar a conduta dos policiais. (CIdadeOn)

Comente:

Compartilhe:

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Últimas Notícias

Novos Vídeos