hiv

Dia 1º de Dezembro é o Dia Mundial de luta contra a AIDS, por isso, em todo o país ocorrerá uma mobilização, reforçando e incentivando o diagnóstico precoce. A campanha de testagem Anti-HIV será realizada de 25 de novembro a 1º de dezembro. O teste é oferecido em todas as Unidades Básicas de Saúde do município.

De acordo com a enfermeira coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Alaíde Cunha, é importante destacar que os testes rápidos para HIV são oferecidos, rotineiramente, todos os dias em todas as Unidades de Saúde do município, independente do período de campanha.

A Campanha “Fique Sabendo” valoriza o conhecimento e a informação como estratégia de prevenção e redução de riscos, facilitando e incentivando o acesso das pessoas ao exame diagnóstico para o HIV.

Diante de um diagnóstico positivo, o portador terá acesso à assistência adequada e oportuna, o que lhe garantirá melhor qualidade de vida. Com o exame pode-se reduzir o número de diagnósticos tardios e suas consequências. Caso não esteja infectada, a pessoa terá a possibilidade de adotar ou manter práticas de sexo seguro.
Nesse ano durante a campanha, a Vigilância Epidemiológica estará realizando o teste rápido para a sífilis.

Por que fazer o teste anti-HIV?
Porque a AIDS, por enquanto, não tem cura, mas tem tratamento. Os medicamentos oferecidos a todos os portadores de HIV/AIDS garantem qualidade de vida.
Quem tem HIV e não sabe, além de não se cuidar, pode transmitir o vírus involuntariamente. Não deixe o medo e o preconceito impedi-lo de fazer o teste anti-HIV. Quanto mais cedo se descobre que tem o vírus, maior a possibilidade de sucesso do tratamento.
Fazer o teste e saber o resultado pode ser uma decisão difícil, mas é um passo decisivo para a sua saúde, e consequentemente, para o controle da transmissão da AIDS.

HIV ou AIDS? AIDS ou HIV?
Você sabe a diferença entre HIV e AIDS? Muitas pessoas acham que é a mesma coisa, mas não é. O HIV é o vírus da imunodeficiência humana. A AIDS é a doença provocada pelo vírus. Uma pessoa pode ter o HIV e não ter a AIDS. A doença pode levar anos para aparecer. Ao longo do tempo o HIV destrói as células de defesa do corpo, o organismo enfraquece e as doenças oportunistas podem se manifestar, dando origem a AIDS.

Atenção! Uma pessoa com HIV pode transmitir o vírus sem ter AIDS. Muitas vezes as pessoas não demonstram fisicamente qualquer sinal da doença. Por isso, é importante usar camisinha em todas as relações sexuais e não compartilhar seringas e agulhas.

Fonte: Assessoria de Imprensa de Prefeitura de Itápolis

Mais Lidas