Colors: Green Color

Os jogadores da seleção argentina deixaram o Brasil após prestarem depoimento para a Polícia Federal (PF) na noite deste domingo (5), segundo informações da analista de política da CNN Basília Rodrigues. A seleção argentina postou em suas redes sociais uma foto dos atletas dentro do avião.

A delegação argentina foi notificada para deixar o país pela PF após quatro jogadores do elenco terem entrado no Brasil sem cumprirem a quarentena obrigatória de 14 dias para estrangeiros que tiveram passagem pelo Reino Unido, como medida de prevenção durante a pandemia do novo coronavírus. Emiliano Martinez, Emiliano Buendia, Giovani Lo Celso e Cristian Romero jogam em equipes do Campeonato inglês.

Após a medalha de prata conquistada por Pedro Barros no skate park igualar o recorde de 2016 de 19 medalhas para o Brasil em uma única edição olímpica, em Tóquio 2020, a seleção feminina de vôlei venceu a Coreia do Sul na semifinal e se classificou para a disputa do ouro olímpico, garantindo a vigésima medalha do país no Japão e estabelecendo novo recorde. Afinal, as meninas do vôlei saíram dos Jogos com, no mínimo, a prata. No quadro de medalhas, o país soma 16 pódios já confirmados, mas já conta com quatro medalhas garantidas, faltando apenas definir a cor. Além do vôlei, disputam o ouro Bia Ferreira e Hebert Conceição, no boxe, e o futebol masculino.

Nas Olimpíadas do Rio, o país conquistou sete ouros, seis pratas e seis bronzes, totalizando 19 pódios, melhor campanha da história. Em Tóquio, no momento são quatro ouros, quatro pratas e oito bronzes, além das quatro medalhas já garantidas. E ainda há possibilidade de ir mais longe. Afinal, o vôlei masculino está na briga pelo bronze e Isaquias Queiroz é um dos favoritos ao pódio no C1 1000, da canoagem de velocidade.

AS MEDALHAS DO BRASIL ATÉ O MOMENTO

Ouro

Ítalo Ferreira (surfe)

Rebeca Andrade (salto sobre a mesa)

Martine Grael/Kahena Kunze (vela classe 49er FX)

Ana Marcela Cunha (maratona aquática)

 

Prata

Kelvin Hoefler (skate street)

Rebeca Andrade (ginástica individual geral)

Rayssa Leal (skate street)

Pedro Barros (skate park)

 

Bronze

Alison dos Santos (400m com barreiras)

Thiago Braz (salto com vara)

Abner Teixeira (boxe até 91kg)

Mayra Aguiar (judô)

Daniel Cargnin (judô)

Bruno Fratus (natação 50m livre)

Fernando Scheffer (natação 200m livre)

Luisa Stefani e Laura Pigossi (tênis)

G1

O ouro de Ana Marcela Cunha, na maratona aquática, garantiu uma marca histórica para o Brasil. Com 18 pódios já assegurados, a delegação verde-amarela alcançou seu melhor desempenho em uma Olimpíada fora de casa, superando os Jogos de Londres-2012 e Pequim-2008, quando teve 17 conquistas.

O dia vitorioso do Brasil começou no início da madrugada de terça-feira, com o bronze de Alison dos Santos nos 400m com barreiras na pista de atletismo. Passou pelos ringues, com o bronze de Abner Teixeira no boxe, e pelo mar, com o ouro na vela com Martine Grael e Kahena Kunze. Pela manhã, Thiago Braz trouxe o bronze no salto com vara.

Torcedores do São Paulo e do Santos entraram em confronto na tarde deste domingo (10) na região da Avenida John Boyd Dunlop, em Campinas. Vídeo mostra grupos armados com pedaços de paus e rojões. Em um dos momentos, é possível observar que um dos indivíduos está armado.

Equipes do Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar (Baep) foram acionadas para atuar na ocorrência que, segundo uma estimativa da corporação, reuniu cerca de 40 indivíduos.

Às 20h, a Polícia Militar de Campinas informou que a ocorrência foi encerrada "após a dispersão das pessoas que estavam causando tumulto". Ninguém foi preso e não houve, segundo a PM, registro de feridos pelo telefone 190.

O Corpo de Bombeiros e o Samu informaram que não foram acionados para atender ocorrências no local da briga. A Guarda Municipal de Campinas chegou a comparecer ao local do confronto, mas a situação já estava controlada pela PM.

Longe de Campinas, as duas equipes se enfrentaram neste domingo pelo Campeonato Brasileiro. Líder da competição, o São Paulo foi derrotado pelo Santos por 1 a 0.

G1

Apesar de todas as dificuldades encaradas em 2020, este foi um ano incrível para a Suzuki. A fabricante comemorou um século de história e quebrou um jejum de 20 anos ao conquistar mais um título da principal categoria do Mundial de Motovelocidade, a MotoGP, obtido por Joan Mir.

O Bahia, através de nota em seu site oficial, manifestou-se sobre a denúncia de racismo feita pelo meia Gerson, do Flamengo, ao colombiano e jogador do time, Índio Ramírez, durante a derrota por 4 a 3, no último domingo. O Tricolor afirma que seu atleta negou veementemente as acusações sofridas, mas ao mesmo tempo afastou o meia-atacante até que a apuração do caso seja concluída.