pitbul

Ana Clara foi atacada por um cão da raça pit bull em Ribeirão Preto (foto: Arquivo pessoal)

Uma menina de 7 anos foi atacada por um cachorro da raça pit bull na zona Oeste de Ribeirão Preto. Ana Clara Freitas Santana levou três pontos no rosto.

A mãe da criança, Solange Freitas de Oliveira, e uma vizinha, também foram mordidas pelo cão ao tentarem defender a criança do ataque. As duas mulheres sofreram ferimentos leves.

O cachorro escapou de uma casa após um parente dos donos do cão abrir o portão eletrônico da residência. Solange caminhava pela calçada e entrou em desespero ao ver a filha ser atacada pelo animal.

De acordo com a mãe da menina, o cachorro encurralou a garota na parede. Para tentar salvar a filha, Solange tentou chamar a atenção do animal e puxou o cachorro pelo pescoço. "O pit bull me derrubou no chão e voltou pra minha filha", disse.

A pessoa que abriu o portão tentou socorrer as vitimas e não conseguiu dominar o animal. A vizinha também tentou chamar a atenção e bateu no cachorro, mas não escapou da fúria do pit bull. "Eu e a minha vizinha levamos mordidas, mas o médico disse que não precisava tomar ponto".

O pior momento para Solange foi ver o cachorro tentar morder o pescoço da criança. "Começamos a gritar por socorro. Fiquei muito apavorada. Faltou pouco pra ele morrer", disse. O filho do dono do pit bull estava dormindo e acordou com os gritos. O rapaz tirou o cachorro de perto da criança. "Ele grudou no cachorro e saiu rolando no chão com o pit bull".

Trauma

A criança está em estado de choque, segundo a mãe. "A minha filha não está boa. Ela está desesperada, chorando muito e hoje não está enxergando direito, porque está inchada", afirmou. "Espero que não aconteça mais esse tipo de ataque".

A garota foi socorrida pelo filho do dono do cachorro e levada a Unidade Básica de Saúde. "O filho do dono disse que vai dar assistência a minha filha", afirmou. (CidadeOn)

Mais Lidas

  • Week

  • Month

  • All