Vítima tinha acabado de deixar filho em escola no Ipiranga, zona Norte de Ribeirão Preto, quando foi rendida por um homem armado com faca que a obrigou a entregar a chave do veículo

arrastada

Uma técnica de enfermagem de 42 anos ficou presa pela blusa em seu próprio carro e foi arrastada por um quarteirão durante um assalto na manhã desta terça-feira (20), no bairro Ipiranga, zona Norte de Ribeirão Preto. A vítima foi rendida logo após ter deixado o filho na Escola Alfeu Luiz Gasparini. Adriana Oliveira contou que era por volta de 7h30 e que o filho já estava atrasado. Ela disse que parou para conversar na secretaria da escola para que a criança pudesse entrar. Quando estava indo embora, foi rendida por um homem armado com uma faca e arrastada pelos cabelos até o veículo estacionado.

"Ele colocou a faca na lateral das minhas costas e mandou eu não gritar", contou. A vítima ainda disse que em todo o momento o suspeito exigia a entrega da chave do carro. No momento em que o suspeito entrou no carro, a blusa da vítima ficou presa na porta do lado do motorista. "Ele já arrancou com o carro em alta velocidade e saiu me arrastando", disse.

Adriana foi arrastada por aproximadamente um quarteirão e relatou que começou a gritar muito porque não estava conseguindo tirar a blusa. O homem, então, parou o veículo e abriu a porta, soltando a vítima do carro.

Na fuga, ele seguia pela rua André Rebouças, não respeitou o sinal de Pare e bateu com outro carro no cruzamento da rua Espírito Santo. O homem conseguiu fugir a pé e ainda não foi encontrado pela PM (Polícia Militar). A técnica de enfermagem ainda afirmou que nunca havia passado por nada parecido e que ficou com muito medo. (CidadeOn)

Mais Lidas