overno brasileiro, junto da Caixa Econômica Federal, divulgou mais informações nesta sexta-feira, 15 de maio, sobre o auxílio emergencial de R$ 600 que será pago a trabalhadores informais, MEI e desempregados por três meses. 

Em uma publicação no Diário Oficial da União, o governo detalhou como vai ser o pagamento da Segunda Parcela do Auxílio Emergencia.

Abaixo, você confere as principais informações sobre as datas de pagamento e como receber o benefício.

Datas de pagamento do auxílio emergencial

O benefício, a princípio, será pago por três meses – portanto, o pagamento será feito em três parcelas mensais de R$ 600.

Primeira parcela

  • A Primeira parcela começou a ser paga no dia 9 de abril.
  • Para todas as pessoas que receberam até o dia 30 de abril, já há um calendário da segunda parcela disponível.

Uma nova leva de pagamentos da primeira parcela foi aprovada no dia 15 de maio. Diferentemente das primeiras levas, essa será feita por Data de Aniversário.

A Caixa orientou que não irá permitir que pessoas fiquem na fila para sacar o benefício antes da data estabelecida no cronograma (abaixo). Uma pessoa que nasceu em fevereiro, por exemplo, só pode ir até uma agência a partir de 20 de maio.

Calendário saque da nova leva de aprovados da Primeira Parcela

Mês de nascimento Data disponível
Janeiro A partir de 19 de maio
Fevereiro A partir de 20 de maio
Março A partir de 21 de maio
Abril A partir de 22 de maio
Maio A partir de 23 de maio
Junho A partir de 24 de maio
Julho A partir de 25 de maio
Agosto A partir de 26 de maio
Setembro A partir de 27 de maio
Outubro A partir de 28 de maio
Novembro A partir de 29 de maio
Dezembro A partir de 30 de maio

Segunda parcela do Auxílio Emergencial

São 3 cronogramas diferentes para quem recebeu a primeira parcela até 20 de abril:

  • A partir do dia 18 de maio, para quem recebe o Bolsa Família. O saque já estará disponível seguindo a ordem do número NIS (veja calendário abaixo).
  • Para os demais beneficiários, o calendário segue o mês de aniversário e começa dia 20 de maio.
  • Nesses casos, há datas diferentes: primeiro, o recurso estará liberado para uso digital (pagamento de contas, boletos e uso do cartão de débito). Depois, há um novo calendário para saques e transferências.

As datas previstas para o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial era entre os dias 27 e 30 de abril. Entretanto, por conta de atraso nos pagamentos da primeira parcela, o governo divulgou um novo calendário na sexta-feira, 15 de maio.

Uso Digital: pagamento de contas, uso do débito e boletos:

Data disponível Mês de nascimento
20 de maio nascidos em janeiro e fevereiro
21 de maio nascidos em março e abril 
22 de maio nascidos em maio e junho
23 de maio nascidos em julho e agosto
25 de maio nascidos em setembro e outubro
26 de maio nascidos em novembro e dezembro

Saque e Transferências

Data disponível para saque e transferência Mês de nascimento
30 de maio Nascidos em Janeiro 
1 de junho Nascidos em fevereiro
2 de junho Nascidos em Março
3 de junho Nascidos em Abril
4 de junho Nascidos em Maio
5 de junho Nascidos em Junho
6 de junho Nascidos em Julho
8 de junho Nascidos em Agosto
9 de junho  Nascidos em Setembro
10 de junho Nascidos em Outubro
12 de junho Nascidos em Novembro
13 de junho Nascidos em Dezembro

Quem recebe Bolsa Família

O saque para quem recebe o Bolsa Família já está disponível a partir de segunda-feira, dia 18, seguindo o calendário abaixo.

Data disponível do Auxílio (saque e movimentações) NIS (Número de Identificação Social)
18 de maio NIS 1
19 de maio NIS 2
20 de maio NIS 3
21 de maio NIS 4
22 de maio NIS 5
25 de maio NIS 6
26 de maio NIS 7
27 de maio NIS 8
28 de maio NIS 9
29 de maio NIS 0

Terceira parcela

  • A estimativa inicial era a de que a terceira parcela fosse paga nos dias 26 a 29 de maio, seguindo a data de aniversário de quem receberá.

– Dia 26 de maio: receberão os brasileiros que nasceram nos meses de janeiro, fevereiro e março;

– Dia 27 de maio: receberão os brasileiros que nasceram nos meses de abril, maio e junho;

– Dia 28 de maio: receberão os brasileiros que nasceram nos meses de julho, agosto e setembro;

– Dia 29 de maio: receberão os brasileiros que nasceram nos meses de outubro, novembro e dezembro.

Entretanto, considerando que o pagamento da segunda parcela sofreu atrasos e o calendário mudou, é esperado que o calendário da terceira parcela também sofra alterações.

Vale dizer: segundo o governo, quem já recebe o Bolsa Família e passará a receber, ao invés deste, o auxílio emergencial, não terá alteração na forma como recebem o benefício.

Como me cadastrar para receber o auxílio emergencial?

Quem está cadastrado no Cadastro Único, um banco de dados do governo, até o dia 20 de março receberão automaticamente o auxílio emergencial, mas não é obrigatório estar cadastrado nele para ter direito ao benefício. Já se encontram cadastrados aqueles que recebem o Bolsa Família, por exemplo.

Aqueles que não estão em nenhum cadastro do governo deverão baixar um aplicativo para fazer seu cadastramento. Também será possível fazer este cadastro pelo site criado pela Caixa. Além disso, será necessário comprovar a renda através de uma autodeclaração.

Para dúvidas, será possível ligar para o telefone 111.

Como receber o auxílio emergencial de R$ 600?

O dinheiro será creditado em conta bancária e, aqueles que não têm conta, terão direito a uma conta poupança digital da Caixa Econômica Federal aberta de forma gratuita – através dela, será possível realizar pagamentos e transferências via DOC gratuitamente. Quem desejar, poderá realizar saques em datas específicas que ainda não foram divulgadas pela Caixa. 

Para quem já possui conta em outros bancos, a Caixa Econômica fará uma transferência de graça para que o recebimento seja feito por lá – ou seja: o depósito será direto nesta conta.

 

Agência da CAIXA Federal de Itápolis neste dia 18/05 - Domingo.(Foto: João Reis/RN)

Mais Lidas