'O Sol me traiu', diz João Bidu. Entrevista que um jornal de Bauru (SP) fez com o astrólogo em dezembro do ano passado viralizou na internet.

"Podemos esperar um ano mais leve do que 2019, não só para as pessoas, mas para o mundo em geral." A previsão que o famoso astrólogo João Bidu fez para um jornal de Bauru (SP) em dezembro de 2019 viralizou na internet nos últimos dias por motivos óbvios, diante de um ano que já é o pior em muitas décadas.

Apesar de ainda estarmos em maio, já tivemos uma ameaça de 3ª Guerra Mundial, quebra histórica das bolsas pelo mundo e uma pandemia que já matou 300 mil pessoas - mais de 13 mil só no Brasil. E o cenário que se desenha no horizonte tem tudo, menos leveza.

"Quem nunca se equivocou ao interpretar os sinais dos astros? Isso acontece nas melhores famílias, inclusive com a família de astrólogos", diz João Bidu, em entrevista ao G1. Para ele o excesso de energias contrastantes fez com que a previsão desse tão errada.

"2020 é o ano regido pelo Sol, que tem simbologia de energia, vitalidade, luz, vida, amor, paixão. Acontece que o Sol não reina sozinho no céu. Temos também uma forte concentração planetária envolvendo Júpiter, Plutão e Saturno, todos eles em conjunção no signo de Capricórnio. Desse trio parada dura que pegou a gente de surpresa, temos Júpiter, que tem simbologia positiva e é considerado o planeta da sorte. Saturno, o maior cobrador do Zodíaco, mesmo quando está em posição favorável, exige sacrifícios e renúncias. E Plutão, que é um mistério. Mesmo não sendo mais um planeta para a astronomia, continua tendo status de planeta na astrologia e é relacionado à destruição, mas também a transformação, reconstrução e regeneração. Tínhamos este quadro astral para trabalhar em 2020 e considerei todas as variantes para fazer as previsões", justifica.

Uma foto que traz a página do jornal com a previsão do astrólogo viralizou na internet depois que foi postada na semana passada. O youtuber Felipe Neto também falou sobre a previsão "furada". "Parabéns, como sempre, astrologia", comentou com ironia, em uma postagem que teve quase 40 mil curtidas.

Ao virar meme, Bidu experimentou um inferno astral de que tanto fala em suas previsões. "Fiquei chateado, porque na previsão original da minha revista não tinha essa parte. Para o jornal quis incluir algo mais positivo, na esperança de levantar o astral das pessoas, que já estava muito baixo em função dos perrengues de 2019. Ninguém poderia imaginar que viria um coronavírus para fazer todo esse estrago."

Mas justiça seja feita: apesar do título cravar que 2020 seria um ano mais leve, no restante da reportagem - que não aparece no print - o astrólogo alerta fala sobre o excesso de influências que poderiam "anular os benefícios do Sol".

"O corpo da matéria traz ponderações dessa conjunção no signo de Capricórnio e eu salientei que não seria fácil e que o ano seria impactante para governos e nações. O fato é que quando fiz as previsões quis me levar pelo otimismo, acreditando no Sol. Mas não deixei de comentar sobre as outras influências e esclareci que Júpiter, Saturno e Plutão fariam movimento retrógrado entre maio e setembro, exigindo mais cautela, paciência, resiliência e sacrifícios do que otimismo e euforia."

"Mas como um incorrigível otimista que sou, em um ano regido pelo Sol, eu esperava que a influência do astro-rei preponderasse sobre as influências de Júpiter, Plutão e Saturno."

    "Sempre trabalhei assim, abordando o lado mais positivo, mas dessa vez o Sol me traiu! Como errar todo mundo erra, o jeito é aceitar que dói menos e tocar o barco. Vida que segue."

Expectativa x realidade

No vídeo que Bidu postou em seu canal no Youtube com as previsões para 2020, ele fala sobre outros assuntos que marcariam o ano:

    escândalos envolvendo políticos, famosos e autoridades do judiciário ?
    conflitos internacionais protagonizados por autoridades brasileiras ?
    crise na saúde, com falta de profissionais, aparelhos e medicamentos em hospitais, colocando em risco a vida de centenas de pessoas ?
    empresas de tecnologia viverão um ano de ouro ?

Entretanto, no mesmo vídeo ele previu situações que nem mesmo o mais otimista seria capaz de imaginar hoje em dia:

    melhora sensível da imagem do Brasil no exterior, com acordos comerciais que vão trazer mudanças significativas para a economia do país ?‍
    melhora considerável no nível de emprego ?‍
    crescimento de viagens internacionais, melhorando o fluxo de estrangeiros pro Brasil, em uma grande arrancada para se tornar um dos principais destinos turísticos do mundo ?‍
    serão beneficiados pelo Sol atividades artísticas, shows, festas, comércio de roupas, esportes competitivos, academias, imóveis, escolas, cinemas teatros, bolsas de valores e especulações financeiras ?‍

Para o restante do ano, o astrólogo diz que vários planetas estão em movimento retrógrado, o que na astrologia quer dizer que em vez de seguir os graus de um signo em direção ao próximo, ele recua para o anterior. "Este é considerado um evento astrológico complicado, pois geralmente provoca atrasos e outras dificuldades."

Mas mesmo diante de um cenário totalmente adverso e incerto, Bidu acredita em uma melhora a partir de setembro. "Júpiter retoma sua marcha natural no dia 12. A previsão é de que partir daí a economia do nosso país comece a se recuperar."

Agora é só torcer para que os astros resolvam colaborar.

O Brasil tem, até a manhã desta quinta-feira (14), mais de 13 mil mortes pelo coronavírus.

Por Geraldo Jr., G1 Bauru e Marília

Mais Lidas