No Brasil, fenômeno pode ser visto com a ajuda de binóculo ou de telescópio entre as 23h de hoje e às 4h desta terça-feira (27)

aste

O asteroide 2004BL86, que tem cerca de 500 metros de diâmetro, passará "perto" da Terra nesta segunda-feira (26). Pelos cálculos dos especialistas, o astro vai passar a cerca de1,2 milhão de quilômetros do nosso planeta - pouco mais de três vezes mais distante do que a Lua.

 

Porém, apesar da proximidade, a Nasa garante que ele não causará nenhum dano à Terra. "Embora não apresente uma ameaça em um futuro próximo, essa é uma abordagem relativamente próxima. Isso nos proporciona uma oportunidade única para observar e aprender muito mais", destacou o astrônomo Don Yeomans, do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa.

Para estudar o astro, a empresa norte-americana programou uma observação de radar com a mais alta resolução disponível nos observatórios de Goldstone (Califórnia), Arecibo (Porto Rico) e no Very Long Baseline Array (Novo México).

No Brasil, o fenômeno poderá ser visto com a ajuda de um binóculo ou de um telescópio entre as 23h de hoje e às 4h desta terça-feira (27). Quem perder a passagem do asteroide terá que esperar 12 anos para poder ver um fenômeno parecido. Em 2027, o 1999 AN10 passará próximo da Terra. (IG)

Mais Lidas