No Brasil, a temporada de futebol esta marcada para continuar na metade do mês de Maio, mas há uma forte opsição ao retorno –  principalmente devido ao delicado periodo que o páis se encontra.

Enquanto a curva de infecção tem caido na maior parte da Europa, no Brasil esta crescendo exponencialmente. No último domingo, o número oficial de infectados excedeu a marca dos 100.000, e o país já passa da China na quantidade de mortes. O ponto alto da pandemia no pais esta sendo esperado para Maio. Porém, é exatamente quando o Campeonato Brasileiro poderia ser retomado.

O Presidente Jair Bolsonaro se posicionou recentemente a favor do retorno imediato do futebol, e segundo o programa Globo Esporte, o Ministro da Saúde também concorda com o retorno. A Confederaçao Brasileira de Futebol sugeriu que o campeonato se inicie em 17 de Maio. Na terça-feira, o Sport Club Internacional, tendo como capitão Andres D’Alessandro e Paolo Guerrero (ex-Bayern de Munique) foi o primeiro clube a retomar os treinos.

Contudo, a oposição esta agitada contra os planos de um reinicio precoce – até mesmo dentro do futebol.  Alguns jogadores da série A, incluindo o ex-Bundesliga Diego, publicaram videos na segunda-feira onde se posicionaram contra a data de re-inicio no meio de Maio. “Nós todos somos a favor de voltar a trabalhar, mas temos que pensar na saúde dos outros”,  disseram em relação a nova data e do curso da pandemia.

Alguns politicos, principalmente municipais, são contra esses planos. Considerando a situação critica do país, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil conversou com a ESPN: “Pensar em futebol agora é besteira”. Como o sistema entrou em colapso em vários lugares, muitas restriçoes foram extendidas parciamente para boa parte do Brasil. O futebol está, inclusive, ajudando no momento: Clínicas emergências foram montadas em alguns estadios de futebol para ajudar no tratamento dos infectados.

Fonte:

Foto Fonte:

 

Mais Lidas