Segundo o diretor de futebol do clube, o presidente da CBF fará uma reunião com o jurídico

O tempo está passando e a expectativa pelo início da Série C do Brasileirão só aumenta a cada dia. Os dirigentes estão ansiosos por uma definição da CBF que deve ocorrer na terça-feira. Pelo menos é o que espera o diretor de futebol do Oeste, Mauro Guerra.

Segundo ele, o presidente da CBF José Maria Marin tem uma reunião marcada para terça-feira com o jurídico da entidade.

- Não temos muitas informações, a única coisa que nos passaram é que amanhã (terça) o presidente da CBF vai se reunir com o jurídico para definir essa situação. A expectativa é que a competição comece já neste fim de semana - falou.

Entenda o caso

O Treze tenta buscar, através de medidas judiciais, a vaga que pertence ao Rio Branco-AC para disputar a Série C do Campeonato Brasileiro. No ano passado, a equipe acriana, após ter o seu estádio interditado pelo Ministério Público, acionou a Justiça Comum e acabou desclassificada da competição. Um acordo posterior com a CBF, no entanto, permitiu o retorno do clube.

Como ficou na quinta colocação da Série D, o Galo da Borborema se sentiu prejudicado e, por isso, ingressou com uma ação pedindo a vaga junto ao STJD, onde foi derrotado por unanimidade. Sem saída, o alvinegro paraibano 'apelou' para a Justiça Comum e conseguiu uma liminar, expedida pela juíza da 1ª Vara Cível de Campina Grande, Ritaura Rodrigues, para disputar o campeonato. A liminar em seguida foi mantida pelo desembargador Genésio Gomes Pereira Filho, do TJ da Paraíba.

Depois disto, o Rio Branco ingressou com recursos no Tribunal de Justiça da Paraíba tentando cassar a liminar, mas o desembargador Genésio Gomes Pereira Filho a manteve em segunda instância. Paralelamente a isto, o Estado do Acre ingressou com uma ação contra a CBF em Rio Branco, e o juiz Anastácio Lima de Menezes Filho emitiu liminar em favor do clube local.

Depois, foi a vez do Araguaína entrar na briga. O clube alega que, como ficou em último lugar no Grupo do Rio Branco na Série C do ano passado, e como apenas um caía em cada grupo, seria dele a vaga na competição em caso de exclusão do Rio Branco. Também conseguiu liminar em seu favor, expedida pelo juiz Sérgio Aparecido Paio.

O Brasil de Pelotas é outro time que tenta vaga na Série C. O clube perdeu seis pontos na Série C do ano passado e, por isso, ficou em último lugar e acabou rebaixado. O clube entrou com ação na Justiça Comum querendo reaver os pontos e assim se livrar do rebaixamento. Se isto acontecesse, quem cairia seria o Santo André. As duas ações acabaram por provocar a suspensão das séries C e D.

Por GLOBOESPORTE.COM

Mais Lidas