laranja-oliva-guilherme-brito

Banda lança álbum sustentável em Limeira (Foto: Guilherme Brito)

Para construir o disco Carta da Terra, a banda de Limeira (SP) Laranja Oliva partiu da premissa de que reduzir os danos ambientais causados pelos humanos não é mais uma opção, e sim um dever. O conceito ultrapassou a criação das letras e foi colocado em prática durante todo processo de produção do álbum. A partir da proposta, o grupo iniciou um financiamento coletivo para custear a produção do álbum e propôs recompensas também ligadas ao tema aos participantes.

O primeiro passo da banda foi constatar os impactos ambientais gerados durante a produção do álbum. Para isso, foi usada uma metodologia aplicada em análises de ciclo de vida. Segundo o grupo, os dados compõem uma pesquisa da Unicamp que avalia os impactos a serem mitigados com medidas de curto e longo prazo.

"A gente tá vendo um monte de coisa errada. Não é só sustentabilidade através do meio ambiente, é a nossa sustentabilidade, a nossa harmonia [com o mundo]. As relações que a gente cultiva, isso está perdido. É mendigo de um lado e restaurante caro do outro, essa diferença indigna", afirma o vocalista do grupo, Sérgio Moreira Junior.

Segundo ele, são 13 pacotes possíveis no financiamento coletivo, que foi iniciado há um mês. Dentre eles, há os que oferecem o plantio de mudas em Limeira.

O projeto de reflorestamento ocorre em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente de Limeira e o local que vai receber as árvores ainda será definido. “A gente fez três reuniões com eles. Na última ficou três lugares e a gente está vendo qual é o mais legal. Um deles é uma mata ciliar de um rio”, diz o cantor.

Para gravar o álbum, o grupo visitou o aterro sanitário de Limeira, que recebe 30 toneladas de lixo por dia, segundo o vocalista. “A gente produz lixo pra caramba, consome pra caramba sem pensar no que está fazendo com a Terra, e tudo fica aqui, né? A galera fala 'vou jogar fora', mas não tem fora, é tudo aqui no planeta”.

Além do reflorestamento, quem participar do financiamento coletivo tem a opção de adquirir camisetas de algodão, bonés, fotos, ingressos para o show de lançamento e até tatuagens. O disco também está disponível em parte dos pacotes.

Carta da Terra
Carta da Terra, que dá nome ao projeto, foi inspirado no documento redigido pela Comissão da Carta da Terra da Organização das Nações Unidas (ONU) em 2000. O texto definiu princípios éticos para a construção de sociedades sustentáveis, justas e pacíficas.

"A gente usou no álbum a introdução do Leonardo Boff, que é uma narração da Carta da Terra. Tem a fala dele no meio do disco, também", explica Sergio. Segundo o cantor, o Boff foi um dos convidados para construir a Carta da Terra.

O disco terá dez músicas e dois interlúdios, que são efeitos entre as canções. O single, chamado Plástico, foi disponibilizado nas plataformas digitais nesta sexta-feira (15).

A banda, fundada em 2011, é composta por Sergio Moreira Junior, Gui Scafandro, Bruno Bertoni, Victor Bertoni e Thiago Val. Carta da Terra é o segundo disco do grupo, que lançou Arroz, Feijão e Mistura em 2014.

 

Do G1

Mais Lidas