O Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde de SP descartou nesta quinta-feira (20) que a vacina contra Covid-19 tenha causado parada cardíaca em uma menina de 10 anos em Lençóis Paulista (SP).

A menina, que tem quadro clínico de asma, foi imunizada dentro do grupo prioritário na terça-feira (18) e começou a passar mal cerca de 12 horas depois. O pai da menina relatou a médicos que ela teve alterações nos batimentos cardíacos e chegou a desmaiar. Ela foi reanimada e ficou em observação na UTI.

 A ômicron tem levado muito mais gente a fazer o teste de detecção da Covid - e isso é muito importante. Só que tem o momento certo para se testar.

A procura por testes rápidos nas farmácias aumentou 70% em janeiro. Especialistas afirmam que, diante da explosão de casos suspeitos com sintomas leves, o exame de antígeno é uma ferramenta importante para diagnosticar e conter a circulação da Covid. Mas reforçam que para reduzir o risco de falso negativo, é fundamental fazer o exame no momento adequado. O presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, Alberto Chebabo, afirma que é preciso esperar pelo menos 48 horas após o início dos sintomas para realizar o exame de antígeno, feito com swab nasal.

 O Brasil registrou 23.504 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 22.522.310 diagnósticos confirmados desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi a 33.146 - a maior registrada desde 23 de setembro do ano passado (quando estava em 34.366). Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +669%, indicando tendência de alta nos casos da doença.

A prefeitura de Palmital (SP), que não registrava casos de Covid-19 já há dois meses, confirmou 33 novos casos neste mês.

As 33 pessoas se contaminaram com a doença em uma festa, o que gerou preocupação para a Secretaria de Saúde do município. Por todas já terem recebido a segunda dose ou até a dose de reforço, os sintomas foram considerados leves.